Você trabalha com bons eventores?

Os eventos deixaram de ser feitos apenas em ações extremamente relevantes ou comemorativas. Atualmente, este mercado vem crescendo a cada ano.

As empresas estão apostando cada vez mais em eventos diferenciados, seja para os colaboradores, clientes, potenciais clientes, entre outras pessoas que façam parte do interesse de relacionamento da empresa.

Eventos que chamam atenção atraem resultados positivos para a empresa e para os convidados. A equipe fica mais motivada, a empresa ganha popularidade, destaque na mídia, visibilidade, e além disso, estreitam o relacionamento com clientes, parceiros e fornecedores, potencializando as chances de novos negócios.

O Grupo Projeto trabalha há 18 anos com excelentes eventores, dedicados de corpo e alma para entregar eventos de excelência, que superem as expectativas de todos que estiverem presentes. 

É de extrema importância ter profissionais capacitados para esse tipo de trabalho, pois, o trabalho do profissional de eventos é cirúrgico, onde qualquer falha, por menor que seja, pode resultar em um grande fracasso. Por isso valorizamos todos os profissionais da área, não só hoje, como todos os dias, para que enxerguem o seu valor e a sua importância, que é fundamental para proporcionar experiências inesquecíveis a todos nossos clientes.

Hoje, dia 30 de abril, é comemorado o dia do Profissional de Eventos, e desejamos parabéns a todos, por toda a dedicação de sempre! 

Você já pensou em trabalhar com eventos? Temos um post aqui no Blog com diversas dicas, confira: https://grupoprojeto.com/2018/03/voce-ja-pensou-em-trabalhar-com-eventos/

Antes de tomar essa decisão você precisa entender algumas coisas:

O que faz uma agência e o que faz uma consultoria?

Nem todas as agências e consultorias trabalham da mesma forma. Cada caso é um caso. E não existe uma resposta pronta para essa pergunta, tudo depende do momento em que a sua empresa se encontra.

Você precisa saber, primeiramente, quais são os seus principais objetivos. Quanto você quer crescer? Quanto pretende investir e qual é o retorno sobre o investimento que você está esperando? Definir algumas metas é um passo importantíssimo quando se pretende fazer qualquer investimento.

Aqui vão alguns exemplos de objetivos que você pode desejar alcançar:

• Ter um site otimizado, que proporcione satisfação ao seu cliente em potencial, trazendo mais clientes;

• Aumentar o seu reconhecimento de marca, fazendo com que mais pessoas conheçam você e seu produto ou serviço;

• Estar presente toda vez que alguém precisar do seu produto ou serviço;

Estar com uma boa imagem na internet é tão importante quanto ter uma boa imagem em seu escritório, ou na rua, por exemplo. Não é uma questão de “deixar para o meu sobrinho fazer” ou “é fácil, eu mesmo faço”, pois demanda tempo, muita estratégia e planejamento. 

Atualmente, se você não tem uma presença forte e estratégica na internet, talvez não seja possível estar presente quando o seu cliente mais precisa de você, e com isso, você acaba perdendo credibilidade, ficando atrás de seus concorrentes.

Mas, afinal, o que faz uma Agência de Marketing Digital?

O trabalho de uma agência, seja digital ou não, está muito mais ligado à execução de uma estratégia de comunicação, ela é muito mais operacional. Além de criativa, claro. Uma agência irá colocar em prática algumas ações necessárias para alavancar a comunicação da sua marca/empresa. Através de ferramentas específicas, a agência executa as ações necessárias para atingir os objetivos definidos pelo cliente. Trata-se do conhecimento operacional do marketing digital. 

Vantagens: ao ter uma agência como parceira, sua empresa contará com profissionais para auxiliar na execução das estratégias. 

Desvantagens: algumas agências não mantém um trabalho realmente próximo de seus clientes e com isso criam estratégias superficiais, não tão bem alinhadas com os objetivos e metas do cliente.

E o que faz uma Consultoria de Marketing Digital?

O principal papel da consultoria é mostrar o caminho, orientar e aconselhar o cliente. 

Enquanto uma agência operacionaliza, a consultoria guia estrategicamente as ações. Trata-se do planejamento por trás das ações. Muitas vezes as empresas precisam de ambas, por possuírem pouco ou nenhum conhecimento interno de marketing digital. A consultoria aplica o conhecimento analítico e desenha a estratégia digital como um todo, estabelecendo metas, KPI’s, fazendo análise de mercado, concorrência, etc. 

Na consultoria, toda a empresa se envolve nos processos e aprende a colocar ações em prática. Logo, esse trabalho servirá como base para futuras mudanças ou intervenções na maneira como o negócio desenvolve suas estratégias de marketing.

Diferentemente da agência de comunicação, a consultoria tem um período bem estabelecido. Não há de imediato uma entrega contínua de serviços, mas sim a identificação e a solução de problemas. O processo de consultoria pode variar bastante, mas alguns dos principais passos são:

• Identificação do problema;

• Análise dos atuais resultados;

• Definição de novos objetivos;

• Criação e implementação de estratégias;

Vantagens: o conhecimento da estratégia tende a permanecer com a sua empresa. Mesmo que você cancele o contrato com o consultor, o trabalho realizado até o momento não será perdido. A Consultoria precisa ser vista como um investimento visando o crescimento, e não apenas um gasto.

Desvantagens: não são todas as consultorias que executam as ações propostas, isso pode variar de uma para outra. 

Qual devo contratar?

Para tomar essa decisão você precisa levar em conta o ponto em que sua empresa se encontra nesse momento e o ponto onde ela quer chegar. 

Existem diversos tipos de consultoria, como em marketing, comunicação ou gestão de pessoas. Para definir qual se adapta melhor à empresa, é preciso analisar os “gaps” existentes.

A agência de comunicação, por sua vez, tem uma maior abrangência. Ela pode ficar responsável pela comunicação da companhia com o público interno e externo por tempo indeterminado, criando peças e estratégias para aperfeiçoar a comunicação. 

No entanto, é importante destacar que uma atuação não elimina a outra. Trata-se de serviços diferentes, que podem se aliar para o crescimento da empresa.

Se o seu negócio tem condições (e a necessidade) de contratar os serviços de consultoria e uma agência de comunicação, não há por que não fazer isso. Assim, o desenvolvimento será mais rápido e eficaz.

Agora que você já entendeu um pouco mais as diferenças entre uma Agência e uma Consultoria de Marketing, é hora de partir pra ação. 

Pra saber mais sobre o assunto e garantir um suporte completo para a sua empresa, acesse www.grupoprojeto.com/digital-e-performance e entre em contato com a gente! Estamos há 18 anos no mercado sendo O Braço Direito dos nossos clientes.

Hoje iremos do offline de volta ao online, em que página do site Google sua marca está? Pra início de conversa, se a sua empresa não tem presença digital, já passou da hora de investir.

E pra você que mesmo com a marca ativa em todas as redes sociais e sites não tem resultados significativos no seu negócio, vou te dar algumas dicas que podem te ajudar a aparecer nesse mar de dados.

Imagine-se na seguinte situação: Você chega tarde do trabalho e perdeu as suas chaves de casa, à essa hora não tem nenhum estabelecimento aberto e nem ninguém que possa te ajudar. Qual a sua primeira reação? Você pega o seu smartphone e pesquisa “Chaveiro 24 horas”, certo?

Não é a toa que a palavra “Chaveiro” acumula de 10 à 100 mil pesquisas mensais. 

Imagine essa quantidade de buscas feitas para localizar o seu negócio? Seria fantástico!

Primeiro, precisamos entender como o site funciona e como ele determina quem aparece primeiro nos resultados de busca, então vamos lá.

Para rankear as palavras nas primeiras páginas o Google possui dois tipos de segmentação: 

Segmentação paga

Onde uma marca paga determinado valor para ficar nas primeiras páginas, esse valor dependerá da demanda, procura e principalmente, da posição que você quer estar.

Segmentação orgânica

Nessa opção o conteúdo oferecido pela marca na internet irá definir se ela é relevante ou não. Aqui, você não precisará pagar para aparecer, mas precisa ser referência com um bom conteúdo que seja interessante para os internautas.

Além de um bom conteúdo de valor, é preciso criar uma estratégia minuciosa, pra isso, siga alguns passos:

1 – Defina quem é o seu público

Qual a idade, quais são os hábitos e quanto mais você souber, melhor!

2 – Descubra onde está o seu público

Qual a região, quais sites ele mais acessa… 

3 – Descubra quais são as palavras-chave com as “dores” do seu cliente. 

Se o seu produto ou serviço cura alguma dor do cliente, quais termos ele usa para buscá-lo quando está com essa dor?

4 – Defina a sua estratégia

Depois de conhecer o seu público, é hora de desenhar uma estratégia que siga os valores da sua marca e deixe os rastros digitais certos pra ela ser encontrada.

5 – Fique online

Mesmo no Digital, você precisa investir no contato com o seu cliente. Ter um SAC 2.0 ativo é essencial para manter um relacionamento duradouro.

Agora que você já entendeu um pouco mais do universo Google é hora de partir pra ação. Isso é apenas uma parte de como funciona, portanto, antes de começar, consulte um especialista do mercado.

Hoje em dia, a tendência são as Consultorias Digitais, que preparam um diagnóstico completo da sua marca para que você tome as melhores decisões. Pra saber mais sobre esse tipo de consultoria, acesse www.grupoprojeto.com/digital-e-performance

Algumas das coautoras e coordenadoras da obra Mulheres do Marketing

O livro Mulheres do Marketing, publicado pela Editora Leader, reúne relatos de 39 mulheres vitoriosas, que investiram no próprio desenvolvimento profissional e se tornaram destaques no mercado ao descobrirem afinidade com a área de Marketing e sua capacidade de criação e inovação. A obra foi lançada no dia 12 de dezembro, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo e já foi premiada como a que mais reuniu mulheres profissionais do Marketing pelo Rank Brasil.

Essas mulheres atuam em empresas de grande porte e multinacionais, como Avon, Coca-Cola, Disney Brasil, Globosat, Marisa, Nestlé, Samsung, Johnson & Johnson, Visa, entre outras.

“Lendo a história de cada uma delas que comecei a enxergar o nosso verdadeiro papel no mercado. Como mulheres e representantes em nossa área, temos a grande responsabilidade de contribuir para que mais mulheres tenham acesso aos cargos de liderança nas empresas. O livro acaba se tornando uma dessas formas de contribuição”, afirma Tatyane Luncah, CEO do Grupo Projeto e coordenadora da obra.

A obra foi escrita justamente com o propósito de nortear as mulheres, principalmente as que estão em início de carreira, sempre destacando que para obter o sucesso na área é imprescindível investir no próprio desenvolvimento.

Listamos algumas das inspirações presentes na obra:

O propósito de se trabalhar com o que gosta é o que nos motiva todos os dias.

Limitar nosso campo de conhecimento é o mesmo que parar no tempo.

Abdicar de algumas coisas em nossa vida pessoal é doloroso, porém, é necessário.

A representatividade e diversidade precisam ser relevantes para todas as empresas.

Fazer do erro um grande aprendizado.

Essas são apenas algumas das coisas que podemos aprender com as Mulheres do Marketing.

E se você também é da área de Marketing (ou não), vale à pena a leitura. O livro está à venda nas melhores livrarias do país.

Se você já leu, deixe aqui o seu comentário contando qual inspiração você teve.

Grandes marcas tem sido consideradas as “empresas dos sonhos” por funcionários do mundo todo. Dentre os motivos, os salários compatíveis com o mercado, benefícios, plano de carreira e um dos principais, a qualidade de vida no trabalho. 

Em 2018, o GPTW, Great Place To Work (Organização de autoridade global no mundo do trabalho), realizou sua pesquisa anual de satisfação dos colaboradores e destacou as melhores empresas para se trabalhar.

No ranking mundial, as grandiosas Salesforce, do segmento de Tecnologia e Hilton, de hospedagem, lideram a lista. Já no ranking nacional, a Caterpillar, do setor de construção, energia e transporte fica na primeira posição, seguida da rede varejista Magazine Luiza.

O GPTW é uma autoridade global no mundo do trabalho, especializada em transformar a sua organização em um Great Place to Work.

Além do plano de carreira atraente e salário compatível com o mercado, existem algumas iniciativas que podem ser implantadas em grandes e pequenas empresas, uma delas é a reformulação do modelo de gestão. 

Atualmente, empresas como Google, adotaram o modelo de gestão horizontal, cujo objetivo é facilitar a comunicação entre os líderes e os seus funcionários. 

O tradicional método de gestão em que “manda quem pode, obedece quem tem juízo” tem se tornado cada vez menos vantajoso. Nessa relação, os colaboradores de uma empresa costumam encontrar dificuldades na comunicação, já que o processo até o resultado final, passa por várias pessoas. Diante ao desafio, grandes líderes propuseram a gestão horizontal para simplificar a comunicação.

Continue lendo

  • 1
  • 2
  • 4